Porque negociar é mais difícil do que você pensa: 5 armadilhas nas quais você definitivamente cairá

Alfred North Whitehead e Bertrand Russell precisaram de 300 páginas para provar 1+1=2. Mesmo que não pareça, provar formalmente 1+1=2 a partir dos primeiros princípios não é uma tarefa fácil. Assim, a matemática básica é surpreendentemente complexa.

Porque o day trading é tão difícil — a maioria dos traders gostaria de saber a resposta. Este artigo explorará cinco vieses que fazem parte desta resposta. No final, você também receberá algumas recomendações sobre como evitar esses e outros erros comuns.

1. Viés da familiaridade 

Uma razão pela qual a negociação é difícil é a familiaridade ou “viés doméstico”. Basicamente, muitos traders tendem a superestimar seu conhecimento sobre um determinado tópico e subestimar a necessidade de fazer pesquisas.

Você pode pensar que sabe o suficiente sobre uma determinada empresa e suas ações, o que automaticamente lhe dá conhecimento relevante. Mas isso é uma armadilha. Você pode acabar com um portfólio superconcentrado (uma empresa, um setor, um país) ou tomar uma decisão de investimento ruim porque não se deu ao trabalho de analisá-lo.

2. Viés da extrapolação 

O viés de extrapolação significa pegar as tendências existentes e fazer uma estimativa para o futuro com base apenas nelas. Em outras palavras, prever o futuro através de alguns fatos conhecidos.

As pessoas muitas vezes acreditam que muitos eventos são obrigados a se repetir. Essa suposição às vezes pode ser verdadeira, mas o desempenho passado não deve ser o único indicador de desempenho futuro. Os mercados sobem e descem, movendo-se em ciclos com diferentes níveis de intensidade e duração.

Se você comprasse na hora errada com base em uma “boa sensação”, por exemplo, logo antes do estouro da bolha Dotcom em 1999, teria que esperar 11 anos para recuperar suas perdas.

3. Armadilha da ancoragem 

A armadilha da ancoragem ocorre quando as pessoas são muito confiantes e confiam demais no que pensaram originalmente. Por exemplo, digamos que sua percepção de uma ação foi positiva e acabou errada. Mas por causa do viés de ancoragem, você pode se sentir tão investido — ou “ancorado” — em sua análise original que se recusa a desistir de sua posição.

Mais uma vez, essa maneira de pensar é útil com moderação. Mas os mercados financeiros podem ser notoriamente imprevisíveis, então você deve estar disposto a ser flexível e admitir quando seus conhecimentos prévios estiverem errados.

4. Armadilha da confirmação

Quando as pessoas tiram uma conclusão primeiro e depois procuram outros que pensam o mesmo, estão na armadilha da confirmação. A Internet é tão vasta que você quase definitivamente encontrará pessoas cujos pontos de vista são consistentes com o que você já acredita. Isso torna a armadilha tão fácil de cair.

Por exemplo, digamos que você abriu uma grande posição em uma ação. Se especialistas, análises e comentários de alguma forma diferirem de sua tese, você os desacreditará, filtrará ou simplesmente os ignorará. Para evitar essa armadilha, você precisa analisar opiniões diferentes e reconsiderar suas decisões à luz de novas informações.

5. Aversão à perda 

Como o nome sugere, essa armadilha descreve a tendência de se esforçar muito para evitar uma perda. Às vezes, torna-se ainda mais importante do que obter retornos. Por exemplo, alguns traders e investidores farão todo o esforço para evitar perder US$ 100 do que ganhar US$ 100. Como resultado, isso leva a vendas de pânico durante grandes vendas. Eles rapidamente transformam suas perdas não realizadas em perdas reais, muitas vezes nos piores momentos possíveis.
Se o seu portfólio estiver em baixa, espere até poder dar uma olhada mais calma e objetiva. Você ainda pode acabar vendendo, mas pelo menos será uma decisão racional.

Como evitar sabotar seu próprio sucesso

Se você ainda continua se perguntando “por que é tão difícil negociar”, você pode ter se tornado o obstáculo para o seu próprio sucesso. Pode ser que seus comportamentos e pensamentos sejam o que fazem você ficar à margem.

  • Reconheça os hábitos de autossabotagem. O que causa e reforça seus comportamentos negativos? Tente olhar para suas decisões de negociação da perspectiva de uma pessoa de fora.
  • Faça pequenas mudanças significativas. Evite tentar fazer grandes e abrangentes mudanças de uma só vez. Comece pequeno para criar transformações maiores ao longo do tempo.
  • Mantenha a mente aberta. Não tenha medo de se encontrar em situações em que o mercado prova que você está errado. Quando você deixa de lado o desejo de estar sempre certo, fica mais fácil se concentrar no que está acontecendo e se ajustar de acordo.

Para concluir, sentir que negociar não é fácil é normal — porque é verdade. Mas a jornada deve ficar mais gratificante e suave à medida que você se torna mais habilidoso e experiente. Certifique-se de manter seus padrões de comportamento conscientes e subconscientes sob controle, é possível que você se encontre em algumas dessas armadilhas psicológicas.

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
5 min
Os 5 melhores livros de psicologia de trading
4 min
Como a negociação emocional pode te destruir – Dicas para evitá-la
5 min
4 estilos de negociação mais comuns: encontre o que combina com você
4 min
O que são pontos de pivô na negociação?
4 min
Trader ou investidor: qual a diferença?
5 min
Kit de sobrevivência do trader ao esperar para ver o progresso por muito tempo