O que é vender uma ação a descoberto?

Se você quiser saber como funciona o shorting (venda a descoberto) de uma ação, você pode recorrer ao longa-metragem “The Big Short (A Grande Aposta)” , que é baseado em fatos reais. Sua trama se baseia no recorde do maior lucro semanal com trading em 2001. A singularidade da situação é que, ao mesmo tempo, milhões de investidores estavam perdendo dinheiro com o colapso do mercado imobiliário e bancos associados.

Princípios e características da negociação de margem

O princípio da negociação de ações clássica difere pouco da especulação de ações ordinária. Um investidor ou trader compra um ativo, espera até que o preço suba e vende com lucro. Com uma compra física, os dividendos se tornam renda adicional, se a empresa os acumulou durante o período de propriedade. Se você está se perguntando o que é vender a descoberto, é uma maneira de ganhar dinheiro com ações que não estão disponíveis, especulação potencialmente lucrativa em ativos virtuais.

O que é uma posição curta – princípio e conceitos-chave

Você pode ganhar dinheiro com investimento físico em ações somente se o preço delas aumentar. Quando um trader quer vender uma ação a descoberto no mercado de ações, um trader ganha com uma queda no valor do ativo. O objetivo é vender o ativo a um preço alto e, assim que o preço cair, comprá-lo de volta com lucro. A principal nuance do short é o empréstimo preliminar do corretor – ou seja, o trader inicialmente vende os papéis emprestados e, após realizar as transações, os devolve, mantendo o lucro. Um exemplo prático simples esclarecerá o processo:

  1. Você planeja vender 10 ações a 5.000 cada. Ao mesmo tempo, todas as previsões indicam que o valor do seu ativo selecionado está caindo, ou seja, o preço diminuirá.
  2. Os títulos são emprestados de um corretor sob a obrigação de retorno em um curto período (short).
  3. As ações emprestadas são vendidas imediatamente. O lucro condicional do trader é de 5.000, e a escassez são as 10 ações que devem ser devolvidas. Mas o preço cai e, à noite, os mesmos ativos aparecem no mercado por 4.500.
  4. O trader os resgata do mercado (os mesmos 10) e os devolve ao corretor.

Restam pouco menos de 5.000, pois, além da diferença de custo, foi debitada da conta a comissão da corretora pelo empréstimo e pelo pagamento da operação. Esse valor é renda.

Características do empréstimo de ações de um corretor

No exemplo de como vender ações a descoberto, tudo parece simples, mas há sutilezas. O empréstimo de margem está disponível apenas com garantia específica – o valor pelo qual as perdas podem ser reembolsadas. Se a negociação também usar alavancagem, o que aumenta tanto a receita quanto os riscos, o valor será significativo. Fundos suficientes para reembolso serão bloqueados no momento do processamento do empréstimo de margem.

Dois conceitos são importantes aqui – a margem inicial e final. Inicial é o suprimento inicial para a transação. Para derivar um índice, o valor do ativo é multiplicado pela taxa de risco. A margem mínima é 1/2 da margem inicial, que é o mínimo necessário para manter uma posição.

Para determinar o limite do empréstimo, a corretora calcula o valor da carteira líquida – subtrai a dívida do cliente a partir do preço dos ativos que o cliente possui, que servirá para pagar as ações emprestadas se, e quando, o saldo total do trader estiver no vermelho. É por isso que não vale a pena emprestar muito e usar alavancagem excessiva – o corretor receberá seu dinheiro de qualquer maneira.

Para as operações, o corretor receberá uma comissão, como nas transações normais. Mas com um empréstimo, uma porcentagem adicional será tomada – uma taxa para manter uma noite curta. Se um trader “pegou emprestado” ações de um corretor, vendeu-as no mesmo dia, conseguiu comprar mais barato e pagar a dívida ao corretor, não serão cobrados juros. Se o processo for interrompido e todas as transações não puderem ser realizadas no mesmo dia, será cobrada uma comissão adicional – o pagamento diário do empréstimo.

A maneira mais fácil de se proteger contra riscos é definir perdas razoáveis. Se o preço do ativo ainda subir apesar de todas as previsões, um robô simplesmente fechará o negócio. Como resultado, a perda quando você vende a descoberto será insignificante e normalmente pode ser coberta pela próxima transação.

Prática e riscos de negociação curta

O segredo para o sucesso da negociação a descoberto é a detecção oportuna da deterioração da tendência de alta.

Esses “sintomas” incluem:

  • uma longa tendência de alta sem retrocessos e a primeira tentativa de queda;
  • o aparecimento de uma lacuna em alto volume ou grandes vendas sem tentativas de recuperação;
  • tentativas fracassadas de ultrapassar a SMA de 50 ou 200 dias.

Se todos os sinais estiverem presentes, você pode vender ações a descoberto. As vantagens são a cobertura de risco, as perspectivas de ganho com um capital inicial mínimo e restrições mínimas.

De qualquer forma, lembre-se dos riscos associados às ações que são vendidas a descoberto. As posições de curto prazo são consideradas as mais imprevisíveis. Para trabalhar com shorts, você precisa ter um bom domínio da análise fundamentalista e técnica e ter um alto grau de autocontrole.

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
5 min
Criptomoedas: um guia para iniciantes
4 min
O que são futuros: um guia do investidor
4 min
Melhores estratégias de investimento em ETF para diversificar seu portfolio
4 min
Como investir com pouco dinheiro
5 min
Trading é uma fraude?
6 min
Como começar a investir em ações: um guia para iniciantes