O que é diligência prévia

Qualquer investimento é um risco certo, por isso não basta estudar os fatores que influenciam o preço de um ativo. Pessoas prudentes pensam em “due diligence”, ou diligência prévia, no setor bancário para entender a probabilidade de riscos e resultados. Além disso, essa verificação permitirá que os clientes analisem as informações financeiras de uma empresa da forma mais completa possível. Vamos explorar o que é diligência prévia, onde e como aplicar esse conhecimento.

Conceitos básicos

Começando pelo significado geral de ‘diligente’, deve-se entender que esta investigação significa verificar as atividades financeiras de uma empresa com uma análise profunda de tendências. Ele permite que os clientes verifiquem o quão lucrativo é investir nas ações desta empresa.

Os principais tipos de diligência prévia descrevem:

  • Revisão de diligência prévia externa, incluindo uma análise da condição financeira da empresa
  • Auditoria da diligência prévia interna da empresa para identificar possíveis problemas   

Ou seja, o primeiro tipo de expertise é interessante para o investidor, e o segundo (auditoria) é útil para a própria empresa.

Pela primeira vez, DD (due diligence) na forma moderna foi mencionado em 1933, em um dos documentos da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.

Escopo de trabalho

No entanto, a definição de ‘diligente’ não especifica todas as opções que esta revisão pode incluir. Em regra, pode implicar:

  1. Sustentabilidade dos lucros, levando em consideração depreciação, impostos, capital de giro, dívidas financeiras e receita projetada.
  2. Análise minuciosa da formação do lucro e avaliação de sua qualidade.
  3. Pesquisa de risco potencial.
  4. Confirmação de todas as informações financeiras críticas.

No entanto, observe que a escala de trabalho dependerá diretamente do tipo de empresa, seu tamanho e lucratividade.

Quando usar e quanto tempo leva 

Depois de definir a diligência financeira, vejamos os principais momentos em que a aplicação dessa expertise é mais necessária. Teoricamente, o melhor momento é depois que um investidor e uma empresa realizam as negociações iniciais e concluem a redação das cartas descrevendo a estrutura da oferta. Um DD abrangente afeta tanto o lado do investidor quanto o lado da empresa.

Assim que a diligência prévia em fusões e aquisições ou outros tipos de negócios é concluída, o cliente recebe um relatório detalhado. Essas informações permitem que o cliente avalie criticamente os riscos e oportunidades, além de saber se o preço dos investimentos se justifica e se existem problemas potenciais.

É difícil determinar a duração exata do exame: pode durar de 2 semanas a 2 meses em média — tudo vai depender das especificidades do negócio, do tamanho da empresa e da complexidade dos processos financeiros.

Por que usar a diligência prévia?

  1. O cliente estará ciente de quaisquer dificuldades e riscos que possam surgir no futuro.
  2. Todos os investimentos serão feitos de forma razoável e racional, sem decisões intuitivas ou infundadas. 
  3. A transparência de todas as transações é garantida ao investidor.
  4. O exame preliminar permite que os clientes entendam os reais parâmetros financeiros da empresa.
  5. Tanto a empresa quanto o investidor entendem a situação financeira um do outro.

Conclusão

Bem, finalmente descobrimos o que é diligência prévia e exploramos as principais questões relacionadas a essa expertise. É indispensável para quem vai investir grandes quantias no patrimônio de uma determinada empresa, mas quer ter certeza da adequação de tais operações. É claro que essas verificações não são gratuitas, mas pequenas despesas com exames preliminares permitirão claramente que os clientes evitem riscos e invistam apenas em projetos confiáveis ​​e promissores.

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
2 min
Empresários de Hong Kong fazem uma descoberta na agricultura ao estabelecer uma fazenda vertical
4 min
O que significa LLC?
4 min
O que é um IPO? Por que as empresas abrem capital?
4 min
As características da economia indiana: uma breve visão geral
6 min
Como iniciar um negócio?
3 min
O que é ano fiscal?