Quais hábitos fazem seu dinheiro desaparecer

Você está feliz com a quantidade de dinheiro que tem? Comece verificando quanto você “deveria” ter economizado:

  • Aos 30 anos: o equivalente ao seu salário anual
  • Aos 40 anos: três vezes sua renda
  • Aos 50 anos: seis vezes sua renda

Mas, na realidade, o saldo médio da conta poupança para pessoas de 35 anos ou menos é de US$ 11.200 (aproximadamente R$53.215,65), para aqueles na faixa de 35 a 44 anos – US$ 27.900 (aproximadamente R$132.563,98). Talvez seja hora de mudar a situação para melhor. E a primeira coisa na agenda é se livrar dos hábitos que prejudicam suas finanças.

Mau hábito finaceiro nº 1: Pensar negativamente

Os diálogos internos negativos pode assumir muitas formas:

  • Pode parecer enraizado: “Não sou bom em matemática e estatística, então devo evitar tentar qualquer coisa com números”.
  • Pode significar: “Sou inútil”.
  • Pode ser uma fantasia baseada no medo: “Se eu tentar, vou falhar”.
  • Ou pode parecer uma autoavaliação realista: “Não deu certo da primeira vez, então    nunca vai dar certo”.

Mas se você ficar preso a pensamentos negativos, isso pode resultar em diminuição da motivação e sentimentos avassaladores de desamparo. Esta não é a mentalidade que o prepara para o sucesso.

Mau hábito finaceiro nº 2: Procrastinar

Se você sempre diz a si mesmo que fará isso mais tarde, quando é “mais tarde”?

Se você adiar o cumprimento de seus compromissos, pelo menos tenha uma data e hora anexadas. Caso contrário, você se encontrará com dívidas e se perguntando como conseguiu perder todo esse tempo. Algo tão simples como adiar o pagamento de suas contas ou fazer compras injustificadas a crédito pode ser um trampolim para a ruína financeira.

Para quebrar este hábito, pare de dizer a si mesmo(a) que o futuro se resolverá.

Mau hábito financeiro nº 3: Sair com pessoas tóxicas

Você não precisa ser extremo e cortar laços com alguém que não seja muito bem-sucedido. Mas é importante reconhecer pessoas aproveitadoras, sem recursos e difíceis em sua vida e ver se elas são um empecilho.

Aqueles que são alegremente inconscientes de como eles impactam aqueles ao seu redor não valem o desgaste. Portanto, proteja seu tempo e bem-estar limitando sua exposição a pessoas tóxicas.

Mau hábito financeiro nº 4: Ter medo de correr riscos calculados  

Quando as pessoas falam sobre quem assume riscos, elas tendem a descrevê-los como aventureiros e grandes apostadores não é disso que se trata este ponto. Mais uma vez, não vá ao extremo. O sucesso não é deixar sua zona de conforto para sempre e arriscar tudo em um empreendimento.

A segurança é uma coisa boa, e é por isso que é importante correr riscos calculados. Por exemplo, tome medidas para viver corajosamente:

  • Tentar algo novo
  • Recomeçar
  • Inovar
  • E o mais importante, aprender com seus erros!

Mau hábito financeiro nº 5: Viver um estilo de vida pouco saudável 

“A maior riqueza é a saúde.”

Poeta romano Virgílio

Estilos de vida pouco saudáveis ​​podem ser uma enorme barreira para o sucesso. Isso cria um círculo vicioso de comportamentos não saudáveis ​​e altos níveis de estresse financeiro, que são problemas que se reforçam mutuamente.

Você pode não ser capaz de fazer uma mudança de 180 graus. Comece identificando o que você pode controlar diretamente e calcule as economias potenciais de deixar o hábito.

E da próxima vez que você for tentado a fazer uma escolha não saudável, lembre-se de que problemas de saúde e dificuldades financeiras andam de mãos dadas. Invista na sua saúde!

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
4 min
8 hábitos a serem superados para alcançar a estabilidade financeira
5 min
9 hábitos que nunca o(a) tornarão financeiramente estável
4 min
Por que é importante criar um orçamento familiar?
5 min
Como não falir na Black Friday
4 min
O que é o desafio de 52 semanas?
5 min
5 maneiras de fortalecer sua saúde financeira