Candlesticks de volume: como funcionam e como usá-las

Da ampla gama de tipos de gráficos, o gráfico de velas é o tipo mais popular e eficaz que permite que os traders interpretem os preços e as emoções dos formadores de mercado. Se você souber analisar um gráfico de velas, aumentará as chances de tradings bem-sucedidos.

Se você duvida que isso seja verdade, olhe para Edson Gould, o previsor mais preciso com o histórico mais longo. Ele usou gráficos, psicologia de mercado e alguns indicadores para prever a direção do mercado de ações. Ele conseguiu prever que o Dow Jones subiria 400 pontos no mercado altista de 20 anos, atingiria 1.040 em 1973 e chegaria a 3.000. A última previsão se tornou realidade em 1991, quatro anos após a morte de Gould.

Os gráficos de velas podem ser usados ​​para vários ativos, incluindo ações, moedas, derivativos, commodities, etc. Candlestick são amplamente utilizados em combinação com o indicador de volume para uma análise técnica mais abrangente. Portanto, foi desenvolvido um tipo de gráfico de velas de volume. Continue lendo para descobrir as diferenças entre velas tradicionais e velas de volume.

A origem das candlesticks

No século 18, um empresário e comerciante de arroz, Munehisa Homma, percebeu que as emoções dos comerciantes afetavam o preço do arroz. Ele inventou o conceito de velas que refletiria essas emoções e seu impacto.

Candlestick de volume vs. Velas Japonesas

Uma vela comum envolve dados sobre preços de abertura, alta, baixa e fechamento, como faz a vela de volume.

Uma candlestick consiste em um corpo que mostra a diferença entre os preços de abertura e fechamento. As sombras acima e abaixo do corpo são usadas para exibir as taxas mais altas (sombra superior) e mais baixa (sombra inferior) dentro de um determinado prazo (período de tempo).

The color and the composition of the real body and shadows reflect the momentum and direction of an asset’s price. The most common colors for bullish candles are white and green, while bearish candles are usually black or red. 

A cor e a composição do corpo e das sombras refletem o impulso e a direção do preço de um ativo. As cores mais comuns para velas de alta são brancas e verdes, enquanto as velas de baixa são geralmente pretas ou vermelhas.

A diferença entre uma candlestick tradicional e uma candlestick de volume é que esta última possui informações sobre o volume de mercado representado na largura da vela.

A aplicação das velas de volume

Como foi mencionado acima, a largura do corpo determina o nível de volume. Se o corpo da vela for largo, o volume é alto. Se o corpo for estreito, o volume é baixo.

1. Volatilidade do preço

A primeira e mais simples maneira de usar velas de volume é determinar se o mercado é altamente volátil.

Se as velas forem estreitas por um determinado período, é um sinal de que os traders mostram um baixo interesse em um ativo. Assim, o preço fica bastante estável, e você pode usar esse período para entrar no mercado.

Quando existem várias velas com corpos largos, pode ser um sinal de que os traders estão interessados ​​em um ativo. A cor das velas mostrará se os compradores ou vendedores prevalecem no mercado. Você pode usar esse período para entrar no mercado e negociar na direção da tendência.

2. Tendência de trading

As velas de volume podem ajudá-lo(a) a decidir se você deve manter uma operação.

Se você operar em uma tendência sólida, espera-se que as velas tenham a mesma cor e sejam largas. Se as velas de outra cor aparecerem dentro de uma tendência, você deve analisar a largura delas. Se eles são grossos, não há motivo para se preocupar. Você pode manter sua operação aberta para receber mais recompensas. Ao mesmo tempo, se você vir velas largas, é hora de fechar sua operação e sair do mercado, pois uma tendência pode ser reverter rapidamente.

3. Continuação da tendência

As velas de volume podem ser muito úteis ao entrar em padrões de continuação e operar dentro de uma tendência sólida. Em uma tendência robusta, um recuo é uma coisa comum. Se você perceber que o preço se move em uma única direção por um período de tempo e há uma reversão de preço, você deve avaliar as condições do mercado.

Se houver padrões de continuação no gráfico, por exemplo, três métodos de subida/descida, você pode abrir uma operação dentro de uma tendência. Imagine que há uma forte tendência de alta e uma formação do padrão crescente de três métodos. Você deve colocar uma ordem stop-loss um pouco abaixo da terceira vela do padrão e abrir uma posição de compra com uma meta de lucro no nível da alta recente. Essa estratégia funciona para pequenos prazos.

4. Breakouts

As velas de volume podem ajudar os traders que preferem a estratégia de trading de fuga. A principal desvantagem da estratégia de breakout é que existe um alto risco de fakeout (o preço reverte).

Ao aplicar velas de volume, você deve verificar se a vela posterior a vela de fuga é larga e se move além da vela de fuga. Este é um sinal de que o preço continuará se movendo na direção de fuga. Se a vela for estreita e não puder se mover mais, existe o risco de uma reversão ou correção de preço.

Considerações finais

As candlesticks incluem todas as informações necessárias que um trader precisa para analisar se o mercado oferece boas oportunidades de operação. Se você souber analisar a vela, obterá informações sobre o nível de interesse no ativo em um determinado período, bem como quem controla o mercado (bulls ou bears).

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
6 min
Como ler gráficos de ações para iniciantes
4 min
Como usar padrões gráficos de velas de alta
5 min
5 segredos para análise técnica produtiva
3 min
Trends and flats: what’s the difference and how to use them in trading?
4 min
Análise técnica das tendências de ações
5 min
Como ler gráficos de velas