Como decidir quando vender uma ação?

Há um grande número de artigos e materiais na Internet sobre como, quando e onde comprar ações. No entanto, um dos momentos mais importantes e emocionantes para um trader iniciante é a escolha do melhor momento para vender ações.

É crucial entender o horizonte de planejamento: quanto menor o prazo, mais “seguro” deve ser o seu portfólio. Em um horizonte de longo prazo, podendo ser de várias décadas, manter as ações compradas mesmo nos piores momentos possíveis provou, de fato, ser uma estratégia lucrativa. A dinâmica do mercado futuro se assemelhará ao passado? Não necessariamente, mas precisamos incorporar esse conhecimento em nossa estratégia.

Vejamos quatro estratégias principais que podem ajudar os investidores a fazer a escolha certa e lucrar em vez de perder.

Reequilíbrio da carteira de ações

A primeira estratégia que diz a um trader quando vender uma ação para obter lucro é o reequilíbrio do portfólio. O rebalanceamento é um processo em que um cliente vende aquelas ações que cresceram muito e seu volume na carteira ultrapassa os limites previamente estabelecidos. Por exemplo, os especialistas recomendam manter títulos de grandes empresas na carteira no valor não superior a 5%. Um exemplo de tal marca é a Microsoft.

Esse peso de 5% da carteira deve ser alocado para as empresas mais rentáveis, mas devido a uma pequena participação, os investimentos não vão depender da dinâmica das ações individuais. Assim, a carteira de investimentos torna-se mais resistente a situações imprevistas. A opção ideal é fazer uma venda de ações uma vez por trimestre para que a proporção de títulos volte a 5%.

Obtendo super lucros

Outra estratégia que ajuda a entender quando vender ações é a venda automática após a obtenção de receita excedente. Ou seja, os clientes precisam monitorar a situação e, assim que o nível atingir 100%, significa que vale a pena se livrar de metade das ações – isso permitirá que você recupere instantaneamente todos os seus fundos investidos. A parte restante é essencialmente o valor do investimento que você obtém de graça, para que você possa continuar negociando com ele por mais tempo ou retirá-lo depois que aumentar de valor.

O surgimento de sérios riscos fundamentais

Os riscos fundamentais são basicamente leis que limitam o escopo de atividade no setor em que a empresa atua. Por exemplo:

  • para marcas de tabaco: redução do número de locais para fumar em público;
  • para a indústria da beleza: diminuição da participação de mercado das empresas que testam seus produtos em animais;
  • para as empresas petrolíferas: um endurecimento de muitas regulamentações ambientais;
  • para empresas de joalheria: o surgimento de vários laboratórios que produzem diamantes artificiais da mesma qualidade, etc.

Além disso, qualquer litígio pode ser um risco sério. Assim, se os clientes perceberem alguma atividade suspeita relacionada à empresa cujas ações são de sua propriedade, é hora de se livrar da ação comprada e “vender um problema”. Em tal situação, cortar as perdas é mais crucial do que um lucro.

Alcançando o horizonte do investimento

A quarta estratégia para ajudar a determinar como decidir quando vender uma ação é alcançar o horizonte do investimento. Ao criar uma carteira de investimentos, os clientes devem indicar uma meta específica e um horizonte de planejamento. Assim que o limite determinado for atingido, mas as ações estiverem longe do preço esperado, elas devem ser vendidas.

Essa estratégia foi utilizada por quem investiu ativamente na Xerox na esperança de que o preço voltasse aos valores pré-pandemia. No entanto, um ano e meio depois, a empresa mostrou uma dinâmica criticamente ruim – é por isso que os clientes começaram a vender seus ativos em grande escala.

Conclusão

Vamos coroar tudo. É importante entender que além das estratégias clássicas que descrevem as principais situações de venda de ações, é preciso considerar as especificidades de cada caso único. Além disso, ao comprar ações da empresa, você deve considerar antecipadamente uma estratégia de saída. Mantenha um diário do investidor em Excel ou outro aplicativo especializado. E lembre-se que um portfólio não é uma estrutura estática, requer sua atenção para o rebalanceamento.

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
4 min
5 dicas de gerenciamento de risco que irão aperfeiçoar sua negociação
4 min
Como entrar no mercado de ações
5 min
Qual o melhor momento para comprar ações?
4 min
Como aprender sobre investimentos no mercado de ações
4 min
Como escrever um plano financeiro
6 min
Um guia para iniciantes em gestão de dinheiro em 2022