Como a Netflix está reinventando a indústria da TV

Serviços de streaming como o Netflix estão fazendo da maratona um passatempo comum. Mas algumas pessoas estão levando isso muito a sério. Em 2017, alguém assistiu ao filme de animação Madagascar 3.352 vezes. Isso significa que eles assistiram novamente 9 vezes por dia durante um ano inteiro.

Mesmo que nem todo mundo esteja usando sua assinatura da Netflix nessa medida, o fenômeno global e altamente influente da Netflix é impossível de negar. Vejamos como o serviço de streaming reescreveu o manual para a indústria da TV.

O início das guerras de streaming

7 coisas sobre a Tesla Inc. que você definitivamente não sabia

A Netflix, originalmente uma empresa de aluguel de DVDs, foi fundada em 1997. Marc Randolph, um dos cofundadores, deixou a empresa alguns anos depois, deixando Marc Randolph como CEO. Dez anos depois, Randolph decidiu se aventurar no streaming de vídeo por assinatura. Foi uma das primeiras empresas a oferecer tal serviço, e o risco compensou.

A Netflix se estabeleceu firmemente em seu principal nicho de negócios, enquanto outras empresas tentaram copiar o modelo. Alguns caíram de cara no chão, como Quibi; outros conseguiram conquistar novos públicos.

Até agora, o mercado recebeu uma série de novos jogadores. O concorrente mais próximo em termos de tamanho de público é o Amazon Prime Video. No entanto, não é uma boa comparação porque as pessoas podem assinar o Prime por outros motivos, como entrega garantida em dois dias.

Disney Plus, HBO, Discovery Plus, Hulu e Apple TV também representam forte concorrência para programação e espectadores.

Originais Netflix: produção e coprodução

O conteúdo original foi um divisor de águas para a Netflix. Em 2013, a proposta de assinar contratos iniciais para uma ou duas temporadas inteiras de um programa original era cara e arriscada. Você não veria nada do tipo acontecendo em outro lugar. Todas as outras redes lançariam pilotos e decidiriam se produziriam os programas com base na audiência e outras métricas.

As 5 maiores empresas privadas

Mais uma vez, a empresa não foi avessa ao risco. O primeiro Original foi Lilyhammer, que foi recebido com sucesso moderado e rapidamente seguido pelo mais popular House of Cards. Orange Is the New Black foi outro grande sucesso. À moda da Netflix, a série foi renovada para uma segunda temporada (mais 13 episódios) antes mesmo da estreia da primeira temporada.

Os próximos sucessos originais foram The Crown, Stranger Things, BoJack Horseman, The Queen’s Gambit, Maid e muitos outros. Algumas das séries eram continuações de séries canceladas de outras redes, licenciamento ou coproduções de emissoras internacionais.

Um novo modelo global de liderança

Nos últimos 5 anos, a Netflix investiu bilhões em produções internacionais. Os maiores projetos que encontraram seu público em todo o mundo foram Squid Game (Coreia do Sul), Money Heist (Espanha) e Lupin (França).

Go
Clique em Girar e deixe a roda escolher seu artigo do dia!

Junto à ele, a empresa revigorou polos de produção na Alemanha, México e Índia. Parece que Amazon, Disney, Apple e WarnerMedia estão fazendo movimentos na mesma direção.

Para acompanhar os planos de expansão global, a Netflix reorientou sua liderança:

  • O chefe de conteúdo Ted Sarandos foi promovido a co-CEO.
  • Liderar em Originais de TV não-ingleses internacionais Bela Bajaria passou para a recém-criada função de Vice-Presidente de Televisão Global.
  • O chefe de produto Greg Peters recebeu o título de COO.
  • Sergio Ezama ingressou na empresa para liderar a força de trabalho global.

Com esses rearranjos e novos papéis, a Netflix passou a “explorar novos públicos internacionais e, ao mesmo tempo, atrair espectadores americanos”.

4 hacks mentais que mudarão sua negociação para melhor
Você deseja melhorar sua negociação mudando a maneira como enxerga os mercados? Aprenda 4 truques mentais que podem ser aplicados imediatamente.
Ler mais

Superando todos os assinantes de cabo combinados

A ascensão e declínio da WeWork – como a WeWork se tornou a “WeCrash”

No primeiro trimestre de 2017, a Netflix ultrapassou um marco importante. Havia mais americanos inscritos no popular serviço de streaming do que espectadores dos maiores provedores de cabo do país. O marco era esperado há muito tempo, mas ainda era uma conquista notável.

Notavelmente, a Netflix nunca esperou que as pessoas cortassem o cabo de suas assinaturas de TV a cabo. No mesmo trimestre em que a Netflix superou a TV a cabo, os provedores de cabo perderam 4 milhões de assinantes, enquanto a Netflix ganhou 27 milhões.

O crescimento de assinantes da Netflix não parou. Em 2022, existem 220,67 milhões de pessoas na plataforma (em todo o mundo).

Próxima fronteira para a Netflix

À medida que mais concorrentes estão aprendendo a jogar o jogo na era do streaming, a Netflix sente a necessidade de continuar evoluindo. Tendo reinventado a TV e o cinema, está indo para outras indústrias.

A Netflix recentemente se expandiu para podcasting com Netflix Original Reviews (revisões e discussões de episódios), We Are Netflix (funcionários falando sobre trabalho e vida), You Can’t Make This Up (true crime) e muitos outros exclusivos.

A empresa também experimentou mercadorias para Stranger Things, Squid Game e The Witcher. A loja oferece roupas, acessórios, colecionáveis ​​e decoração por tempo limitado logo após o lançamento da temporada.

Por fim, o streamer trará videogames para seu aplicativo móvel. A empresa está contratando para construir um estúdio interno para jogos originais, concentrando-se primeiro nas franquias existentes e migrando para formatos exclusivos de narrativa de videogame.

Compartilhar
Copiar link
Link copiado
ARTIGOS RELACIONADOS
2 min
Otherside: um novo metaverso dos criadores do Bored Ape Yacht Club
4 min
As 10 maiores empresas de TI do mundo
4 min
Ciclo de retransmissão de inovação da Microsoft (M-IRC): 5 lições para aprender
4 min
6 coisas notáveis ​​relacionadas ao IPO do Google há 18 anos
5 min
O que o Alibaba faz de diferente em sua magia
5 min
A Amazon será a empresa mais importante da década de 2020? Ou não?

Abrir esta página em outro app?

Cancelar Abrir