ETF vs fundo mútuo: o que você deve saber

Se você não está investindo no mercado de ações, é hora de corrigir isso! Uma carteira de títulos devidamente montada não apenas ajudará a economizar o que você acumulou, mas também a fornecer uma receita adicional de fontes diversificadas. Investir não é difícil se você souber onde colocar seu dinheiro.

Um dos instrumentos mais confiáveis ​​no momento são os fundos. Vamos descobrir qual é a diferença entre um fundo mútuo e um fundo negociado em bolsa e descobrir o que é mais lucrativo no mercado agora! Existem várias vezes mais fundos mútuos do que ETFs no mercado competindo por seus investimentos, então vamos ver qual é mais adequado para sua situação.

Fundos mútuos  

Um fundo mútuo é uma forma de investimento coletivo que permite que um investidor ou acionista se torne proprietário de uma cota de um fundo, obtendo assim acesso ao seu portfólio.

A principal tarefa do gestor do fundo é investir os recursos dos cotistas em uma determinada carteira de títulos. A escolha dos ativos da carteira é determinada pelos objetivos e estratégia do fundo. Por exemplo, para um fundo cujo objetivo é garantir um risco mínimo a um determinado rendimento, os instrumentos de rendimento fixo são adequados.

É costume distinguir dois tipos principais de fundos mútuos: abertos (Fundo Aberto) e fechados (Fundo Fechado).

O fundo fechado possui um número limitado de unidades emitidas (ações) que se tornaram disponíveis após sua primeira oferta pública. Eles são negociados nas bolsas de valores globais a um preço que pode diferir do valor patrimonial líquido (NAV) por ação. O preço depende da relação de oferta e demanda no mercado e dos principais indicadores do próprio fundo.

A maioria dos fundos mútuos são abertos. Eles não têm restrições à emissão de novas ações e estão disponíveis para todos os investidores. Um fundo mútuo aberto emite novas unidades com base no valor patrimonial líquido atual (NAV) e recompra as unidades que o investidor decidiu vender.

O que é um ETF?

Um ETF é um fundo negociado em bolsa que rastreia um índice, títulos, metais preciosos ou outros ativos.

Os fundos negociados em bolsa permitem que você invista em muitos ativos de uma só vez, por exemplo. Você também pode investir em índices de títulos, REITs, índices de mercado amplos ou, inversamente, indústrias individuais (por exemplo, investir em produtos biofarmacêuticos ou na indústria de petróleo).

Um fundo de investimento compra uma grande carteira diversificada de ativos e depois a vende em partes. Para isso, o fundo emite suas próprias ações. Ou seja, ao comprar uma ação de um ETF, um investidor investe dinheiro em vários instrumentos atraentes de uma só vez.

Você pode ganhar dinheiro em um ETF da seguinte forma:

  • compra, — investimento em um amplo mercado de ações, um país ou grupo de países separado, um setor econômico ou indústria, ou um grupo de ativos;
  • compra de ETFs de dividendos;
  • venda a descoberto;
  • comprando “volatilidade” – este fundo é baseado em um índice que consiste em futuros VIX de curto prazo, portanto, nem sempre repete exatamente os movimentos do próprio índice VIX. 

Em geral, um ETF é uma ferramenta muito conveniente e importante para um investidor. Ele permite que os usuários diversifiquem e protejam todos os fundos investidos. 

Qual é a diferença entre ETF e ações?

Apesar da presença de algumas semelhanças, essas duas ferramentas são diferentes nos seguintes pontos: 

  1. Diversificação. Ao comprar 1 cota de um fundo, você adquire pequenas cotas de todas as cotas pertencentes a esse fundo. Assim, a falência de uma das empresas não o ameaça com a perda de todos os seus fundos.
  2. Método de propriedade. Ao contrário das ações ordinárias, você não possui ações de uma empresa diretamente. Você não poderá participar de votações e assembleias de acionistas.
  3. Comissões. Os fundos negociados em bolsa cobram uma certa taxa de administração. Para fundos grandes, geralmente é pequeno, mas ainda está presente. Por exemplo, a comissão pode ser de 0,1% ao ano. 
  4. A compra de fundos mútuos só é possível no fechamento de um dia de negociação pelo seu valor patrimonial líquido, enquanto os ETFs estão disponíveis para negociação intradiária.

Os ETFs são ótimos para investidores que não querem ultrapassar o mercado. A seleção de ações individuais exige certa experiência e habilidade do investidor, mas, ao mesmo tempo, tal carteira pode render muito mais do que a média do mercado.

Investir é lucrativo?

Existe uma regra que todo investidor iniciante precisa aceitar: quanto maior o retorno potencial, maior o risco. Aqueles que estão apenas entrando no mercado geralmente começam a avaliar os ativos determinando sua lucratividade. Mas esse método pode levar a uma diminuição do capital ou até mesmo a uma perda completa dele.

Investir, é claro, é lucrativo, mas apenas nos casos em que o cliente conhece claramente as nuances do mercado e entende todos os detalhes.

Os investimentos são uma oportunidade de fazer seu dinheiro trabalhar para você e gerar renda adicional. O principal é definir um objetivo, estudar as regras de trabalhar com diferentes ativos, formar uma estratégia e cumpri-la, cortando emoções!

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
8 min
Como as tendências do mercado global afetam nossas estratégias de gestão financeira pessoal. E o que devemos fazer?
3 min
Como criar uma conta de negociação
4 min
5 dicas de gerenciamento de risco que irão aperfeiçoar sua negociação
5 min
Como começar a fazer trading on-line trading em sua casa
5 min
Como começar a fazer trading online na Índia
4 min
Como decidir quando vender uma ação?