5 segredos para análise técnica produtiva

A análise técnica é uma abordagem usada por traders e investidores para prever as direções dos preços dos ativos com base em dados históricos de preços. Implica usar movimentos e valores de preços passados ​​para construir padrões e indicadores técnicos que indicam a direção futura dos preços. Esse método de análise, como o conhecemos hoje, foi apresentado por Charles Dow e a Teoria Dow no final do século XIX.

A análise técnica é um método abrangente que inclui muitas ferramentas. Para usá-lo de forma eficaz, você deve sempre usar essas cinco dicas.

1. Combine a análise técnica e a análise fundamentalista 

Análise fundamentalista versus análise técnica é um debate antigo. Alguns investidores contam com fatores fundamentalistas que determinam o sentimento do mercado que impulsiona os preços dos ativos. Outros acreditam que as tendências mudam e que os preços repetem suas flutuações anteriores. Portanto, eles acham que é suficiente encontrar sinais de ferramentas técnicas.

No entanto, um trader experiente sabe que é vital combinar as abordagens. Se você confiar apenas na análise técnica, corre o risco de falhar em períodos de eventos de mercado significativos. Padrões e indicadores não podem prever o sentimento do mercado baseado no resultado de um evento. Por isso, antes de verificar alertas de ferramentas técnicas, você deve estar ciente dos próximos fatores fundamentalistas que podem aumentar a volatilidade. Ao mesmo tempo, eventos fundamentalistas não ocorrem diariamente. Logo, se você usar apenas a análise fundamentalista, corre o risco de reduzir o número de negociações em potencial.

2. Determine os indicadores

A análise técnica dos mercados financeiros possui inúmeros indicadores. Seu principal objetivo é determinar quais se adequam à sua estratégia de negociação. Para fazer isso, você precisa praticá-los em uma conta demo. Abra pelo menos cinco negociações em todos os prazos que você planeja negociar e anote os resultados. A taxa de vitórias deve ser alta. Ainda assim, não espere que todos os negócios sejam bem-sucedidos. Os profissionais sabem que é impossível ter sucesso sempre, mesmo com um conjunto dos indicadores mais eficazes.

Além disso, você deve lembrar que os indicadores não podem funcionar em todos os prazos e em todas as circunstâncias de negociação. Você deve alterar suas configurações ou substituir uma por outra. Sua tarefa é identificar quando a taxa de precisão do indicador é a mais alta e usá-lo apenas quando houver condições adequadas.

3. Defina metas específicas  

Mesmo que você negocie em prazos baixos e planeje abrir e fechar uma negociação em minutos, você não deve evitar ordens de lucro e stop loss. Muitos novatos acreditam que basta monitorar constantemente o mercado para que possam executar a negociação em um nível perfeito.

É um grande erro por muitas razões. O principal são as emoções. Se você é iniciante, não sabe lidar com as emoções. O preço oscila constantemente. Ele vai subir e descer durante o período de seu negociação. Todos os iniciantes experimentam um sentimento de ganância. Eles não querem fechar uma negociação porque esperam que o preço atinja um nível melhor. Mas o mercado se altera e eles simplesmente falham. Portanto, é vital definir certos níveis em que você sairá do mercado.

As ordens Take-profit e stop-loss são determinadas com análise técnica. Atenha-se a elas até ter experiência suficiente para usar os níveis finais que podem ser alterados de acordo com a situação atual do mercado.

4. Use intervalos

A análise técnica é usada para identificar os pontos de entrada e saída. No entanto, mesmo em um mercado de baixa volatilidade, você não poderá definir o nível exato em que uma vela será aberta e fechada. Portanto, os traders profissionais usam intervalos. Um intervalo consiste em dois preços colocados próximos um do outro. Faixas muito amplas não permitirão que você determine os pontos de entrada e saída corretamente.

Se você analisa um gráfico e não consegue encontrar um bom ponto porque os níveis anteriores de suporte ou resistência são muito estreitos ou amplos (um problema comum para análise técnica de ações), você deve definir um intervalo e obter sua média.

5. Combine os prazos

Uma regra bem conhecida diz para verificar os movimentos de preços em três períodos de tempo consecutivos. Por exemplo, se você deseja negociar em um gráfico de 4 horas, verifique os movimentos de preços nos gráficos horário e diário. O período mais longo refletirá a tendência geral, enquanto o prazo mais baixo mostrará se existem padrões significativos que podem afetar o movimento dos preços em breve.

Lembre-se de que cada gráfico terá seus próprios sinais. Assim, se houver um sinal de compra no gráfico de 4 horas, pode haver um sinal de venda no gráfico horário. Você deve considerar os sinais no período de tempo em que negocia e usar outros dois apenas para entender melhor o panorama geral.

Conclusão

A análise técnica é um método muito eficaz para determinação de preços. No entanto, inclui várias ferramentas. Portanto, você deve melhorar constantemente suas habilidades para implementar essas ferramentas corretamente.

Compartilhar
Copiar link
Link copied
ARTIGOS RELACIONADOS
4 min
Como usar padrões gráficos de velas de alta
5 min
Velas Heikin Ashi: um guia para iniciantes
5 min
O que são as velas Japonesas?
4 min
Como ler gráficos de ações?
5 min
Como construir e ler gráficos Heikin Ashi
5 min
Um guia de gráficos de ticks para iniciantes